140ª AGO no Fomenta

Assembleia da AMNOR

A AMNOR – Associação dos Municípios da Microrregião do Noroeste de Minas, realizou dia 29 de julho Jóquei Clube Paracatuense, sua 140ª Assembleia Geral Ordinária integrada com o Fomenta Minas Regional Noroeste, uma realização do Sebrae em parceria com diversas instituições da região. Ao abrir a Assembleia, a prefeita de Uruana de Minas e presidente da Amnor, Tânia Menezes, destacou a importância do evento e a integração da Associação com o mesmo. “Este é o maior evento empreendedor do Noroeste, e nós prefeitos não poderíamos deixar de estar aqui para que possamos, na condição de gestores dos municípios, promovermos as políticas públicas que facilitem o empreendedorismo”, destacou a presidente. Ela agradeceu a maciça presença dos prefeitos e explanou a pauta do dia.

ANFITRIÃO

O prefeito de Paracatu, Olavo Condé, após dar as boas vindas, voltou a ressaltar a importância da união entre os municípios para alavancar o desenvolvimento regional. “O Noroeste ainda precisa de muitas melhorias e só vai conseguir com a continuação dessa união que reina entre todos nós”, disse o prefeito Condé.

DIGITALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS

Reunidos em assembleia, os prefeitos ouviram e debateram importantes assuntos ligados aos seus municípios. A digitalização de documentos foi um deles. Conforme explicou a presidente Tânia Menezes, este é um anseio de todos os prefeitos, que além de estarem resguardados juridicamente no futuro, estarão também dando segurança e proporcionando maior organização aos arquivos das prefeituras. “A digitalização é benéfica em vários sentidos, sem falar na praticidade e agilidade que vai nos proporcionar”, completou o prefeito de Pintópolis e vice-presidente da Amnor, Arguinel Pinto. Todos os prefeitos levantaram questões de âmbito jurídico, administrativo e financeiro, que foram esclarecidos ponto a ponto pelo diretor da Tec Doc, Hilano Roza, convidado pela diretoria da Amnor para explanar sobre a digitalização de documentos e organização de arquivos. Ele reforçou a importância da digitalização e garantiu que o processo facilita muito a vida de quem precisa dos documentos. Usuário do sistema, o prefeito de Lagoa Grande, Márcio Valeriano, aprova a adoção do mesmo pelas prefeituras.

ILUMINAÇÃO PÚBLICA

Técnicos da CemigOutro assunto que acabou dominando a pauta da reunião está ligado à manutenção, pelas prefeituras, da iluminação pública a partir de Janeiro de 2015. O imbróglio foi causado pela Aneel, agência que regula o setor elétrico no país, que tirou a responsabilidade das concessionárias e a transferiu para os municípios, deixando a maioria dos prefeitos de cabelo em pé. A presidente Tânia Menezes abriu a discussão e alertou que uma decisão de adotar ou não o sistema de consórcio precisa ser tomada urgentemente, mas que qualquer decisão será com forte embasamento técnico. “Não vamos mais dar tiro no escuro, estamos colhendo várias informações para tomarmos as decisão certa”, afirmou. Em seguida ela convidou representantes da Cemig, principal concessionária de energia de Minas Gerais, para prestarem alguns esclarecimentos aos prefeitos acerca do assunto. Eles explanaram sobre a gestão do processo de transferência dos ativos da iluminação pública e sobre os serviços relacionados ao atendimento, defendendo a formatação de um consórcio para atender, sobretudo, os municípios menores, já que, formar uma equipe própria para cuidar dessa manutenção não é nada recomendável, principalmente pelo alto risco que o serviço oferece.

CONCLUSÕES

Para concluir a discussão, foi proposta a realização de um seminário dia 21/08 com a participação de técnicos da Cemig, da AMNOR e do CONVALES com os prefeitos e Secretários Municipais e Jurídico, para aprofundarem mais o assunto para a tomada de decisão. 

RODADA DE NEGÓCIOS

IMG_0206No segundo dia do Fomenta a AMNOR  através de seus colaboradores Lúcia de Fátima e Diego Niz, participou como entidade âncora da Rodada de Negócios que é um evento promovido pelo Sebrae-MG para que as empresas negociem seus produtos e serviços e estabeleçam novas parcerias através de reuniões.

 Objetivos das Rodadas de Negócios:

– Facilitar a aproximação e o intercâmbio comercial e tecnológico entre empresas;
– Estimular parcerias;
– Despertar o interesse comercial comum;
– Criar ambiente propício e saudável para os encontros de negócios;
– Possibilitar o acesso a novos mercados;
– Aproximar ofertantes e demandantes de produtos e serviços.

ABERTURA DO FOMENTA NOROESTE – CURSOS, PAINEIS; 

IMG_0123 IMG_0114IMG_0042IMG_0033 IMG_0123 IMG_0135 IMG_0042 IMG_0086 IMG_0116 IMG_0114 IMG_0109 IMG_0107 IMG_0093 IMG_0117 IMG_0119 IMG_0124 IMG_0128Frente MedalhaIMG_0007

Medalha de Mérito Regional da AMNOR

É uma forma que os prefeitos encontraram de homenagear pessoas ou empresas que de alguma forma contribuíram para o desenvolvimento da região.

A particularidade desta homenagem reside no fato de que o homenageado é escolhido por uma assembleia de prefeitos que embora individualmente pertence a agremiações políticas distintas, coletivamente comprometem-se com o desenvolvimento regional.OBJETIVO MAIOR DA AMNOR

MÉRITO REGIONAL PARA O SEBRAE

Criada para reconhecer o trabalho de pessoas e instituições que contribuem com o desenvolvimento regional, a 1ª Medalha de Mérito Regional foi entregue em 2012 ao bispo Dom Leonardo de Miranda Pereira. Naquele mesmo ano, o Sebrae foi apontado pelos prefeitos como a instituição que mais contribuiu com o desenvolvimento e teve a comenda aprovada. A entrega foi realizada pela presidente Tânia Menezes na noite de 29 de julho, durante a abertura oficial do Fomenta Minas, à gerente da unidade de atendimento do Sebrae, Marize Xavier. Tânia lembrou a forte parceria que há entre as duas instituições, Sebrae e Amnor, e ressaltou que esta parceria fortalece o empreendedorismo regional, estimula projetos, fortalece o cooperativismo e contribui na formação de planos de ações que inovam as administrações municipais. “O Sebrae possui todas as informações das políticas públicas do Noroeste. Desta forma, implanta novas práticas e ações que fortalecem o setor público”, afirmou Tânia. “A economia de cada município tem um perfil diferente que não se encaixa em ações rotuladas. As diferenças se devem à cultura, à história, às vocações e às riquezas locais que são únicas”, completou. Ela lembrou também que os municípios abriram as portas de suas administrações para o Sebrae e passaram a ser parceiros na batalha para acelerar o desenvolvimento regional.

IMG_0145 IMG_0157 IMG_0154 IMG_0153 IMG_0152 IMG_0150 IMG_0159 IMG_0160 IMG_0162 IMG_0163 IMG_0174 IMG_0214 IMG_0210 IMG_0194 IMG_0193 IMG_0175