147_amnor_002

Foi realizada na tarde de quarta feira 11 de Novembro, a 147ª assembleia geral ordinária (AGO) com a presença dos parceiros do projeto Noroeste Empreendedor.

 O Prefeito de Natalândia e Presidente da AMNOR, Uadir Pedro Martins de Melo, declarou aberta a AGO agradecendo a presença de todos e reafirmou que: “só com a união de todos poderão superar a atual crise e que está solidário com os Prefeitos e que, diante do atual quadro político que estamos vivendo não é fácil administrar uma prefeitura”.

Em seguida o Prefeito de Paracatu Olavo Condé, registrou a ausência do Prefeito de Guarda Mor, Edgar José de Lima, o qual não pode sair de sua cidade, devido os trabalhos que estão sendo realizados pelos órgãos federais para descobrirem as causas da queda do avião que transportava os executivos do Bradesco e Bradesco Seguro naquele município. Condé salientou a força dos prefeitos em estar pressionando o governo Estadual e Federal, quanto à instalação do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) nas cidades do noroeste.

O Prefeito de Chapada Gaúcha e Presidente do Convales, Vicente Gonçalves de Almeida, cumprimentou a todos e agradeceu ao Dr. Roberto Sales, Prefeito de Arinos, pela doação de um terreno naquele município para construção da sede própria do CONVALES (Consorcio de Saúde e Desenvolvimento dos Vales do Noroeste de Minas). O vereador de Natalândia e Presidente da ACANOR (Associação das Câmaras Municipais do Noroeste de Minas), Charles Queiroz Ulhoa, agradeceu o convite para participar da reunião e desejou que estivessem mais outros vereadores para fortalecer o projeto ora apresentado.

O Gerente Regional de Saúde do Noroeste (GRS), com sede em Unaí, Luiz Araújo Ferreira, adiantou assuntos da reunião que teve com o secretário de Estado de Saúde, Fausto Pereira dos Santos, para o fortalecimento da rede hospitalar na região e, segundo ele, cobrou um centro regional de especialidades hospitalares, o qual vai contar com os seguintes parceiros: Faculdade de Medicina Atenas, GRS, Hospital Municipal de Paracatu, Buritis e Unaí os quais irão buscar, junto ao Estado, os recursos para a implantação na região.

A prefeita de Uruana de Minas e Vice Presidente da AMNOR, Tânia Menezes Lepesqueur, salientou o trabalho em rede que a associação vem fazendo e parabenizou o Prefeito de Bonfinópolis de Minas, Donizete Antônio dos Santos, pelo trabalho que vem realizando naquele município onde adquire 90% de produtos da agricultura familiar para a merenda escolar. Na sequencia o Prefeito Olavo Condé, de Paracatu, disse que também adquire a mesma porcentagem em seu município.

Logo em seguida foi aberta a explanação do projeto Noroeste Empreender pelo gerente do SEBRAE noroeste, Marcos Alves. Alves disse que assumiu a gerencia há apenas dois meses e que ficou cerca de quinze anos ausente da região, pois é natural de Presidente Olegário, e ficou deslumbrado com o desenvolvimento que a região tomou, e por ter tantas cooperativas de vários setores. Isso mostra o poder de fortalecimento das associações e uma grande visão empreendedora. Ele garantiu que o SEBRAE será um parceiro importante neste novo empreendimento, pois ele visa crescimento das comunidades agregando valores.

O Gestor do projeto José Juliano Espíndola – GRS Unaí, apresentou o projeto Noroeste Empreendedor, sua diretriz e como os interessados deverão proceder para terem um bom desempenho no decorrer do projeto. Segundo ele a problemática inicial esta sendo a inexistência de inspeção (SIM), para que os parceiros possam vender seus produtos para a merenda escolar. Segundo ele os parceiros terão que serem incutidos em suas potencialidades agregando valores a suas necessidades, priorizando a segurança alimentar.

Tendo estes objetivos, obriga o poder público a não buscar em outras regiões os produtos que são produzidos no noroeste de Minas. Será um processo gradativo, pois é preciso adequar todos os beneficiamentos em um só lugar para não gerar gastos em logística, bem como valorizar nossos produtos, produtores, fomentar a produção e comercialização. Juliano apresentou um modelo de carreta desenvolvida pela EMBRAPA, que é um mini-frigorífico, o qual pode abater até 80 suínos, e até mil aves por dia.

O projeto está sendo estruturada com base na metodologia participativa com trinta e três parceiros, que envolve microempreendedores individuais, economia solidária e criativa, agricultura familiar e agroindústrias. Ao final todos assinaram a adesão ao projeto. As dúvidas foram dirimidas acerca do projeto cujo objetivo é “promover a inclusão produtiva e o desenvolvimento sustentável por meio do trabalho em rede para agregação de valor, geração de renda e segurança alimentar e nutricional”. A Secretária Executiva Daiane Fabricia e Marina Engenheira de Alimentos do CONVALES, discorreram sobre o SIM (Sistema de Inspeção Municipal) e o SUASA (Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária), bem como o trabalho de campo que estão fazendo, a pesquisa sobre os produtores da agricultura familiar.

A Diretora Administrativa Ivonete Ferreira abordou sobre a importante parceria do SEBRAE, como a Educação Financeira, Cooperativista e Empreendedora, o levantamento das agroindústrias dos 24 municípios. Procedeu a cerimônia de lançamento do projeto, momento aguardado com expectativa, onde os prefeitos, bem como todos os parceiros assinaram endossando todas as iniciativas e propostas já iniciadas, alinhadas em assembleias, Seminários, oficinas, Workshop, reuniões de trabalhos já produzidos em função do projeto.

Fonte:Ascom/AMNOR